O Home Office e ou trabalho em casa vem se expandindo no Brasil com o avanço das tecnologias.

domingo, 9 de outubro de 2011

PERFIL DO TELETRABALHADOR

PERFIL DO TELETRABALHADOR


Para realização do teletrabalho devemos considerar alguns fatores: plano das tarefas no contexto organizacional, ambiente doméstico (tanto família como casa), personalidade, experiência, preferências da pessoa, aspecto individual, envolvendo questões de personalidade e perfil psicológico. Pessoas com falta de autodisciplina, que não diferenciam entre ambiente doméstico e profissional e certos indivíduos que podem tornar-se viciados em trabalho e pessoas que podem se sentir solitárias se o trabalho não exigir contatos regulares com outras não irão se adaptar ao Teletrabalho a não ser que haja um acompanhamento muito bem feito com treinamentos e acompanhamento psicológico. O Teletrabalho pode ser atraente para uma pessoa e para outra não. Trata-se de uma questão muito pessoal e não há uma personalidade “certa” ou “errada” para o mesmo, portanto, as questões individuais de personalidade devem ser consideradas.





Focalizar esses aspectos, estabelecendo as condições ótimas para o Teletrabalho, nas quais os assuntos de personalidade terão um impacto mínimo e então lidar com as preferências e atitudes individuais numa base de escolha pessoal ou período de experimentação voluntária. Com relação às tarefas, além de determinar se essas podem ser feitas via Teletrabalho, é útil verificar se ele será apropriado às mesmas ou se contribuirá para a melhoria dos seus resultados. No contexto organizacional, propõem a organização em rede como a ideal, na qual os empregados gozam de empowerment (poder e autoridade) e as chefias confiam em si, na organização e no seu staff. Por fim, o ambiente doméstico (casa e família) requer considerar condições físicas e psicológicas.
o
É necessário um ambiente físico onde o teletrabalhador possa se isolar, pelo menos parcialmente, das atividades domésticas e, do ponto de vista emocional, que o Teletrabalho seja uma combinação adequada para o trabalhador e o resto da família.


PERFIL IDEAL PARA TRABALHO REMOTO
 (TELETRABALHO)

Segundo vários autores o perfil para teletrabalho é relatado em resumo em dois aspectos, o ideal e o não ideal sendo a seguir:

O Perfil ideal:
Possui um ambiente doméstico estruturado;
Possui entusiasmo em relação às perspectivas que surgem;
Possui a condição de conciliar o trabalho com a família dentro de casa;
Pessoas com habilidade para administrar o próprio tempo e carga de trabalho.

O Perfil não ideal:

Pessoas com dificuldades para traçar limites entre vida profissional e pessoal;
Pessoas que estão trabalhando mais horas do que as efetivamente trabalhadas;
Pessoas com falta de autodisciplina;
Pessoas com necessidade de supervisão física direta;
Pessoas incapazes de combater certos "vícios" que podem se desenvolver, como gula, drogas e alcoolismo.